Português Português English English Español Español Français Français Deutsch Deutsch

As Olimpíadas de Neurociências (Brain Bee) são competições de neurociência para estudantes do ensino básico. Seu objetivo é motivar os jovens a aprenderem sobre as ciências que estudam sistema nervoso e despertar vocações nas áreas de ciências humanas, tecnológicas e biológicas que estudam ou interagem com as neurociências tanto ao nível básico como clínico.

O Dr. Norbert Myslinski fundou internacionalmente esta ação em 1998, na Universidade de Maryland (EUA), contando com a participação de 12 Comitês Locais Norte-americanos. Atualmente, a organização segue o padrão original estabelecido pelo Dr. Myslinski, onde os estudantes avançam através de três níveis: competições locais, nacional (em mais de 30 países) e a competição internacional que agrega competidores de 6 continentes! Cerca de 30 mil estudantes competem anualmente. Existem mais de 60 sites dedicados a iniciativas locais em todo o mundo e muitos dos ex-concorrentes de olimpíadas de neurociências estão trabalhando agora em neurociência, neurologia, psicologia e áreas afins.

Olimpíada de Neurociências no Brasil

No Brasil, as competições de neurociências realizadas para alunos do ensino médio foram instituídas no ano de 2013, a partir da iniciativa do Dr. Alfred Sholl-Franco e da montagem de um comitê nacional no Núcleo de Divulgação Científica e Ensino de Neurociências (NuDCEN), do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com o apoio desta instituição de ensino superior e da organização não governamental (ONG) Organização Ciências e Cognição (OCC).

A Competição é organizada em três fases: local, nacional e internacional. As etapas locais são as primeiras fases das Olimpíadas de Neurociências e são classificatórias para as outras etapas. No Brasil, as etapas locais são realizadas através de duas estratégias: competições organizadas pelos comitês locais ou organizadas pelo comitê nacional, mas aplicadas pelas células descentralizadas. O aluno precisa escolher uma das duas opções de competição para participar da fase local, de acordo com a disponibilidade em sua região.

Além disso, o Comitê Nacional e os comitês locais desenvolvem ações de divulgação científica, organização de eventos, atividades de extensão entre outras, conforme a imagem abaixo.

Esquema da estrutura organizacional e respectivas atividades desenvolvidas nas olimpíadas de neurociências no Brasil. O comitê nacional é o responsável pela organização e execução da competição nacional, indicadora do candidato para competir na International Brain Bee, pelo credenciamento e monitoramento dos comitês locais e das células descentralizadas e pelo desenvolvimento de atividades de divulgação científica, conscientização pública sobre neurociências e pela produção de cursos e materiais de apoio. Os comitês locais multiplicam as atividades do comitê nacional e são os responsáveis pela indicação de três participantes para a competição nacional. As células descentralizadas, em parceria com o comitê nacional, são as responsáveis pela aplicação de uma competição restrita ao colégio ou comunidade atendida pelo responsável da célula.

A OBN é uma organização não-lucrativa financiada principalmente por contribuições, mas também ajudada e/ou apoiada por parceiros que incluem a Organização Ciências e Cognição(OCC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) a Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC), a Organização Internacional de Investigação do Cérebro (IBRO), Society for Neuroscience (SfN) e muitas faculdades, universidades, fundações, museus, hospitais, bibliotecas, institutos, sociedades e empresas. Diferentes organizações podem sediar o Campeonato da OBN e suas convenções anuais, conforme disponibilidade.

A OBN, assim como a IBB, continua a se expandir e esperamos que mais Comitês Locais sejam iniciados em todo o território nacional, sempre com o objetivo de estimular o aprendizado de neurociências, assim como de despertar vocações por todo o Brasil!! Saiba mais sobre o histórico da OBN.

Convocamos educadores e cientistas para iniciarem um Comitê Local de Olimpíadas de Neurociências em sua cidade. É divertido, fácil e gratificante. Saiba como participar.

Coordenação Nacional

Prof. Dr. Alfred Sholl-Franco
Coordenador Nacional

Biólogo, Especialista em Neurobiologia, Mestre e Doutor em Ciências Biológicas (Biofísica), Professor Associado do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), Superintendente de Formação Acadêmica em Extensão, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil.

http://lattes.cnpq.br/0916043592067664 | www.cienciasecognicao.org

asholl@biof.ufrj.br

João Vítor Galo Esteves
Coordenador Nacional

Doutorando em Ciências Biológicas (Biofísica), Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), Acadêmico em Medicina, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil.

http://lattes.cnpq.br/9294976373070745

jvitorgallo@biof.ufrj.br

Aliny dos Santos Carvalho
Coordenadora Nacional

Graduanda em Medicina, Faculdade de Medicina (FM), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil.

http://lattes.cnpq.br/3348624558348049

alinycarvalho@biof.ufrj.br

Equipe

Anna Luiza de Lucena Lemos

Graduanda em Medicina, Faculdade de Medicina (FM), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil. Bolsista de extensão do projeto.

http://lattes.cnpq.br/8797330930002009

lulilucena@hotmail.com

Dennis Kirii Nyaga

Graduando em Medicina, Faculdade de Medicina (FM), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil. Bolsista de extensão do projeto.

http://lattes.cnpq.br/2135030343792514

dennyaga@gmail.com

Lorrayne Isidoro Gonçalves

Graduanda em Ciências Biológicas, Instituto de Biologia (IB), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ, Brasil. Aluna voluntária do projeto.

http://lattes.cnpq.br/3262501520342834

lorrayneisidoro@gmail.com